2016 - ConCentração

A Obsessão Definida

Concêntricos são círculos que tem um centro comum. Concentração é a busca por essa harmonia de centro entre círculos distintos. Denise Milan é uma artista altamente intuitiva. Ela vai à natureza buscar uma forma que está na obsessão do seu olhar. Essa exposição revela desde a busca pelo concêntrico em sua pesquisa geológica até a maneira como a artista se relaciona com as formas da natureza.

Esse encontro com Denise Milan aconteceu para desvendar algo que já estava contido em sua obra mas que não tinha ainda ganhado interpretação. Sua busca por encontrar simetria em formas naturais, por descrever linhas imaginárias nas quais elas já se potencializavam, de encontrar formas complementares em objetos improváveis é evidenciada nessa exposição. Achar esse encaixe entre a obsessão definida e a natureza caótica do universo é algo que exige uma concentração incomum.

A articulação entre a oferta natural e a geometria do olhar é o tema que reúne essas obras que ganham corpo em suportes variados – alguns naturais, outros explicitamente artificiais. Decidimos reunir obras de diversas épocas e mídias exatamente por enxergar uma linha autoral nelas que permite captar essa similaridade por uma busca formal. Formas essas que apresentam sempre uma espécie de centro perdido que todos buscamos reencontrar.

Concentração é um colírio para os olhos numa era repleta de excêntricos, de dispersão e de desfoco. O rigor do centro nos resgata um senso de direção muito distinto do espirito do nosso tempo. Ainda que o tempo do olhar contemporâneo seja diametralmente oposto ao tempo geológico em que essas obras se formaram, elas ainda possuem uma incrível capacidade de desacelerar nosso tempo interior, talvez a verdadeira força que a arte ainda pode exercer no mundo atual.