X

Biografia / Curriculum / highlights

Denise Milan

 

Curriculum Completo (abrir PDF em outra página)

Highlights - principais obras (abrir PDF em outra página)

 

Denise Milan nasceu em São Paulo, 1954. Escultora e artista contemporânea em diferentes mídias, trabalha também com especialistas em ciência e tecnologia, antropologia, filosofia, literatura, música tem obras e instalações expostas em várias instituições e espaços nacionais e internacionais. Ela usa a pedra como seu eixo criativo, executa obras nas áreas de arte pública, performance urbana, escultura, artes cênicas, ópera, poesia, impressão, vídeo-arte e arte multimídia.

Pioneira do movimento Arte Pública no Brasil é ativista na sua difusão em seu país e internacionalmente. No Brasil, realizou obras nas quais incluiu performance :U Ura Muta Uê em (Belém, Pará), Redenção do Pelourinho (Salvador, Bahia), Sectiones Mundi (São Paulo, Museu de Arte Moderna), Entes (São Paulo, SESC), no Améfrica (Brasília, CCBB - Centro Cultural do Banco do Brasil). As esculturas públicas em São Paulo são: Drusa (Anhangabaú); Ventre da Vida (metrô Clínicas); Um Furo no Espaço (Museu de Arte Contemporânea); Palas Atenas (Campus da USP); Tempos de Cura (Hospital Albert Einstein) e Planitude (Instituto Fleury), Pedra Brasilis (Natura).

No exterior, Americas’ Courtyard (Adler Planetarium, Chicago), Genetic Blue Stone (Kennedy Center, Washington, D.C.); In the Realm of Love and Forgiveness (Assis, Piazza del Angeli , Itália) , COP22, DO-FEST (Emerson Collective) tríptico: Oceanic, Cosmic and Earth Womb (Marraquexe, Marrocos) e mais recentemente na Glasstress 2019, exposição paralela à Bienal de Artes de Veneza (Fundação Berengo, Murano).

Em São Paulo, participou da 20ª (1989), 21ª (1991) e 33ª (2019) Bienal Internacional de Arte de São Paulo; Museu de Arte Moderna; Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand – MASP; Museu de Arte Contemporânea; Galeria São Paulo; Galeria Nara Roesler; Galeria Virgílio; Galeria Lume; várias filiais do SESC; a exposição “Ouro” no CCBB - Centro Cultural do Banco do Brasil, Rio de Janeiro; SP ARTE. No exterior, suas exposições principais foram: Barbican Centre (Londres); P. S. 1 Nova York); EXPO 2000 (Hannover); EXPO 90, Hakone e Museu Open-Air (Osaka); Museu de Arte Contemporânea, Art Institute e Sectiones Mundi (Museu de Arte Moderna); Chicago Cultural Center (Chicago); Palazzo del Monte Frumentario (Assis): Wilson Center (Washington D.C.); Galeria D’Architecture (Paris); Georgetown University, Washington D.C.; University of Utah (Salt Lake City)e Brighan Young University (Provo); Tríptico Cosmic Womb, Oceanic Womb e Earth Womb COP22 – DO-FEST, Emerson Collective (Marrakesh) e na Glasstress, Fundação Berengo (Murano).